Sobre o Forró no Porto

FORRÓ NO PORTO

O surgimento do forró no Porto, remonta ao início do século no segundo andar de um espaço de artes e cultura, numa pequena sala à meia luz, imbuída de atmosfera intimista e familiar. Os movimentos culturais e artísticos renasciam numa cidade que, durante algum tempo, esteve esquecida como foco de disseminação, criação e inovação cultural.

À semelhança de outros movimentos culturais, o Forró chegou à Invicta para mudar a vida dos portuenses, e foi amor à primeira vista! Era um amor de uma vez por semana. No início, aos sábados, os forrozeiros juntavam-se para partilhar, rir e dançar ao som de Circuladô de Fulô, Falamansa e outros. Forró universitário e xote enchiam a sala de sensações contagiantes e os forrozeiros não paravam de dançar.

No início não havia aulas. Os forrozeiros do porto, desde cedo, sempre dançaram mais com o coração e a melodia. A entrega, ao outro e à música, dominava a sala.
Os curiosos chegavam e, deixando-se levar por este balanço, davam os primeiros passos em conjunto, criando, quase sem saber, esta nossa comunidade. Pouco a pouco, ao forró universitário e xote, juntou-se o baião, o xaxado, rastapé e o pé de serra. O amor foi crescendo e a família aumentando!

Hoje, e mantendo-se o espírito com que tudo começou, o forró do Porto conta com mais de 400 praticantes. Há aulas regulares para todos os níveis de experiência, festas 3 vezes por semana e concertos, mensalmente – já para não falar das afamadas noites de forró clandestino no Coreto do Jardim da Cordoaria, ou no Passeio das Virtudes.
O nascimento do projecto “Forró Douro” é, para nós, a realização de um sonho, o culminar de um esforço conjunto e uma vontade sincera de partilhar todas estas sensações com os forrozeiros do mundo.

NÃO PENSES MUITO. JUNTA-TE A NÓS PARA CELEBRAR A VIDA E A DANÇA NUM EVENTO QUE CHEGOU PARA FICAR!

Contact Us

Send us an email and we'll get back to you, asap.